Dizem por aí... - Jill Mansell

Dizem por aí...,
de Jill Mansell
por Editora Novo Conceito
2012 / 430 páginas.
Depois de tantos elogios sobre Dizem por aí... da autora Jill Mansell, decidi que estava na hora de lê-lo. Adoro chick-lits, pois geralmente os intercalo com outras leituras, e Dizem por aí... serviu perfeitamente. Há tempos eu não lia um livro tão divertido e engraçado como esse. Minhas expectativas eram altíssimas, pois de um livro que quase sempre é avaliado em cinco estrelas, o que você espera é que ele seja realmente bom, o que é. Esse foi o primeiro livro que li da autora, mas com certeza quero ler todos os outros já lançados aqui no Brasil.

Na trama, conhecemos Tilly, uma mulher com quase trinta anos que acabou de ser dispensada pelo namorado, que ao sair do flat onde os dois moravam, levou consigo metade de suas coisas. Sem condição de se manter sozinha, Tilly decide passar algum tempo com sua amiga Erin, que mora em um pequeno vilarejo em Cotswolds. Nesse meio tempo, a jovem consegue um emprego de faz-tudo para um designer de interiores chamado Max, um cara solteiro que mora apenas com sua filha adolescente, a Louisa — ou Lou.

Enquanto trabalha para Max, Tilly conhece Jack Lucas, um grande amigo e braço direito do seu chefe. Jack é bonito, sedutor e bem sucedido, porém um grande cafajeste, que já saiu com quase todas as garotas da cidade. Para Tilly é quase impossível não se interessar por ele, entretanto, todos ao seu redor lhe advertem para que não caia nos encantos do atraente rapaz, senão ela será só mais um troféu conquistado por Jack, ou seja, mais uma em sua cama. Tilly agora vive um grande dilema. Ou ela segue seus instintos, ou acredita no que dizem por aí.

Dizem por aí... me proporcionou momentos bem divertidos. É impossível não ri com os diálogos e os momentos constrangedores dos personagens, principalmente os da Tilly, que na maioria das vezes é super atrapalha. Tilly apesar de ser uma mulher com 28 anos, não consegui imaginá-la com essa idade durante a leitura, mas sim como uma jovem de pelo menos 20. Ao mesmo tempo em que ela é indecisa e um tanto imatura, ela consegue ser engraçada e sarcástica. E apesar dela ser a protagonista, os demais personagens são encantadores, sem exceção. Destaque para o Max e a Stella, essa última que me fez rir bastante, até nos momentos mais improváveis.

Apesar do livro ser grande — 430 páginas —, a leitura foi bem rápida por conta da escrita da autora. O livro foi muito bem escrito e a narrativa da Jill é bem fluída. Uma mistura de romance leve bem humorado com personagens carismáticos e envolventes só poderia originar um livro tão divertido e encantador como esse. Só esperava um pouco mais do final, pois achei um pouco corrido, mas nada que comprometesse a leitura. Pelo contrário. A quantidade de risadas que dei enquanto lia já valeu a pena e o final foi o de menos. Adorei ler Dizem por aí... e conhecer a escrita da autora.

Comentários

  1. Eu estou louca para ler esse livro, todas as resenhas que vejo sobre ele são positivas. Também leio chick-lits no intervalo entre outros livros :)

    Vou trocar o banner, Raah.

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Esse livro foi bem comentado na época do lançamento e eu ainda não o li... Acho que vou gastar uma graninha e trazer ele pra casa amanhã :)

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Raah, já troquei o banner lá. O meu aqui no seu está sem o link do blog =/ Pelo menos pra mim não apareceu, só aparece a imagem.

    Beijos =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andressa! Já corrigi o link. :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Olá!
    Já conhecia o livro mas nunca tive vontade de ler achei essa capa pouco chamativa hehe
    Ótima resenha.

    Beijos!
    @blogscl
    http://sonhando-com-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Livros descontraídos são uma ótima opção de leitura. Confesso que no início, ao ver o livro pela primeira vez, não me senti atraída por ele. Realmente, o que dizem por aí acaba influenciando na visão sobre outra pessoa. Ah! Ontem mesmo eu fui visitar seu blog, e me assustei quando estava escrito que ele tinha sido removido. Acho que esse novo nome expressa melhor o conteúdo principal, gostei bastante da escolha!

    clandestina-a-bordo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Gosto de chick-lits e histórias descontraídas, mas a capa desse livro me repele totalmente!
    Sei lá...
    Parece anúncio de pasta dental!
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vinícius! Também não curti muito essa capa, mas o livro é muito legal.

      Beijos!

      Excluir
  7. Eu acho essa capa mt parecida com livro de banca, auto-ajuda, sei lá, algo do tipo. Mas o livro parece ser bom;
    clicandolivros.blogspot.com
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Estou precisando ler um livro assim, bem levinho, minhas últimas leituras foram tensas. A resenha está ótima.


    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. sou curiosa para ler esse livro, mas nao tive coragem ainda xp
    espero ler um dia
    gostei da resenha, me deixou curiosa

    ResponderExcluir
  10. Já ouvi muitas pessoas falando tão bem desse livro, a capa é muito linda!
    Como eu amo chick-lit acho que vou amar!
    http://helvioresenha.blogspot.com (blog literário, está no comecinho ainda, rs)

    ResponderExcluir
  11. Eu já li Uma Proposta Irrecusável e simplesmente AMEI o livro, é fofo lindo e super engraçado. Acho que Dizem por ai.. deve ser um pouco melhor :D
    Gostei bastante da resenha, já estava afim de ler o livro, só que andava evitando ler as resenhas, mais a sua não tinha como evitar, só me deixou ainda mais curiosa :D
    Tem um meme para você lá no blog. desculpa mais acho que vc tem mais que 800 seguidores néh, só que resolvi colocar pra ti.. então KKKK' http://aninhamagiero.blogspot.com.br/2013/03/meme-13-perguntas-sobre-o-blog.html
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Raah, tudo bem flor?
    Eu li esse livro enquanto viajava pra casa dos meus avós, e o mais engraçado é que eu não conseguia segurar a risada no ônibus, e tinha umas pessoas que me olhavam com cara de quem estava me achando meio doida rsrs. Adorei esse livro, e acho que quando estiver meio deprê vou lê-lo de novo.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir

Postar um comentário